,

As vantagens da queda da SELIC

As vantagens da queda da SELIC

As vantagens da queda da SELIC

Durante os últimos 12 meses a SELIC já caiu pela metade e isto influencia a sua vida mais do que você imagina! Você sabe porquê?

A SELIC nada mais é do que a taxa que o governo paga pelo dinheiro. Quando você compra um título público você está, na verdade, financiando o governo brasileiro, e em troca ele está lhe pagando uma recompensa, os juros.

A questão da SELIC, no entanto, gira em torno do problema de que o governo não administra os seus recursos como eu e você, ou seja, ele não aumenta ou diminui a recompensa que oferece em função da necessidade que tem de obter recursos, mas sim como uma forma de controlar os movimentos da economia, inclusive no setor privado!

O mecanismo funciona mais ou menos da seguinte forma: quando a economia está com inflação elevada, o governo enxerga a necessidade de tirar dinheiro do mercado real, ou seja, daquela parte da economia em que estão as empresas, os bens, os serviços, os consumidores, etc., então ele aumenta a recompensa que oferece pelo dinheiro e algumas das pessoas que comprariam uma casa, um carro ou uma máquina de lavar roupa decidem adiar esta decisão e colocar o seu dinheiro em títulos públicos ou em bancos, porque lá o seu dinheiro renderá juros altos! Desta forma, o dinheiro que seria utilizado para gerar empregos e produto fica depositado nas muralhas dos bancos e corretoras, tudo em prol da estabilidade da moeda! Foi isso que aconteceu ao longo dos últimos anos e que levou a taxa básica de juros da nossa economia a inéditos 14,25% em 2016.

Agora, finalmente a inflação deu uma boa trégua e permitiu ao governo tirar os freios da economia brasileira. Durante o ano de 2017 estamos vivendo o processo inverso, os juros no mercado financeiro estão diminuindo e, aos poucos, a economia está encontrando fôlego para voltar a girar. Os consumidores estão voltando a comprar, os vendedores estão voltando a vender e os empresários estão voltando a investir.

Ok, e eu e você nessa história? Bom, por um lado tudo isso quer dizer que aquele investimento em CDB que já gerou 10% a.a. livre de impostos não vai mais dar este resultado, quem sabe até nunca mais… O que significaria isto então, que está na hora de parar de investir e comprar uma máquina de lavar roupa? Bom, talvez, se você realmente estiver precisando de uma, mas existe uma outra saída. Enquanto os investimentos no mercado financeiro tendem a diminuir consideravelmente seus rendimentos, os investimentos no mercado real têm perspectivas muito promissoras! A bolsa e o mercado imobiliário tendem a ser os maiores beneficiados com a queda da SELIC. A partir deste ano aqueles que desejarem um portfólio que tenha um rendimento de dois dígitos certamente serão obrigados a recorrer a estes recursos e apostar firmemente em empresas e empreendimentos.

Você, investidor do URBE.ME, tende a ter ganhos consideráveis neste contexto. A expectativa é que o mercado imobiliário fique mais aquecido e as vendas ocorram mais rápido e com preços melhores. Mesmo que a taxa nominal do investimento, ou seja, o seu retorno projetado seja menor comparada com os anteriores, o seu ganho em percentual do CDI será ainda maior. Enquanto a projeção média para o Libres, empreendimento lançado em março de 2016, representou 108% do CDI daquele ano, o rendimento médio projetado para o empreendimento Reserva da Mata, que encerrou captação no último dia 27, representou um percentual de 121% do CDI acumulado dos últimos 12 meses. A tendência é que o CDI caia ainda mais nos próximos meses e, caso se confirme a tendência da SELIC se estabilizar abaixo de 7% a.a., os rendimentos projetados para os investimentos disponibilizados na plataforma do URBE.ME nos próximos meses devem chegar a mais de 140% do CDI.