,

Entenda como funciona o investimento via URBE.ME

Entenda como funciona o investimento via URBE.ME

Entenda como funciona o investimento via URBE.ME

 

 

O URBE.ME é a primeira plataforma brasileira de crowdfunding imobiliário.

Com investimentos a partir de apenas R$ 1 mil, você adquire um título que lhe confere uma participação no valor geral de vendas de um empreendimento imobiliário. Como o modelo elimina vários intermediários, as rentabilidades que são repassadas ao investidor possuem potencial de serem superiores às das outras formas de investimento em imóveis.

Leia mais…

Back to basics – Entendendo os ciclos de negócios imobiliários

Back to basics – Entendendo os ciclos de negócios imobiliários

Back to basics – Entendendo os ciclos de negócios imobiliários

Depois de mais de 45 anos de heroica resistência, cedi e pela primeira vez coloquei o pé em uma academia. Virou uma necessidade. O corpo humano não foi feito para ficar horas sentado à frente de um computador escrevendo relatório.

A maior parte da história da raça humana é de vida ao ar livre exposta às ameaças e vivendo da caça. A adaptação nos presentou com um corpo para correr e todo um sistema de alertas.

O alerta da fome impulsionava nossos antepassados a ter ganância, no sentido mais puro da palavra, da gana de ter algo para comer. Era o impulso necessário para sair para caçar e sobreviver.

O alerta do medo era o que os mantinha vivos. Na selva avaliavam rapidamente se os animais eram oportunidades ou ameaças para atacar ou fugir.

Naturalmente o imobilismo foi excluído da herança genética. Ganância e medo prevaleceram, influenciando os mercados financeiros desde sempre.

O mercado imobiliário não é exceção, mas diferente das reações imediatas de medo e ganância individual, coletivamente passamos longos períodos de ganância seguidos de longos períodos de medo.

Nos períodos de ganância tudo é festa. Compradores se sentem confiantes para pegar financiamento com enormes prestações. Os especuladores nem podem esperar pelo próximo lançamento para comprar na planta e os construtores ficam enlouquecidos para comprar terrenos e vender projetos o mais rápido possível.

Nos períodos de medo é tudo ao contrário. Compradores evitam financiamento, os especuladores desaparecem e construtores ficam deprimidos porque o estoque de imóveis só cresce.

Medo e ganância são os componentes básicos que influenciam demanda e oferta e causam os movimentos cíclicos de mercado, como um cinema que sempre passa apenas um filme sempre com o mesmo roteiro

O operador do projetor é desatento, às vezes erra na velocidade e na iluminação. O filme pode passar muito rápido ou devagar, meio escuro ou muito claro. Nunca sabemos qual tecla irá apertar.

Também não conhecemos a velocidade e intensidade dos movimentos do ciclo de negócios imobiliários, contudo sabemos que o roteiro nunca muda.

Vai sempre ser mais ou menos assim: com ganância e preços no pico, construtores lançam projetos como se não houvesse amanhã, os especuladores lutam para comprar na planta para ter lucro fácil alguns meses depois.

O comprador final pega uma simulação no banco, chora com o tamanho das prestações e se resigna com aluguel ou adiar a mudança. O mercado fica empoçado, é muito difícil vender.

A etapa seguinte é literalmente de quem pode mais e chora menos. Construtores e especuladores com dinheiro no bolso se recusam a reduzir seus preços, mas os desesperados (e endividados) vendem a qualquer preço para sobreviver.

Ainda é cedo para comprar e tarde para vender e o mercado fica em um impasse. O estoque de imóveis atinge o pico e o preço finalmente cede até que consumidores finais se convençam que não haverá mais redução e que a prestação é pagável.

Os mais corajosos começam a comprar. O preço mínimo do ciclo é definido. Daqui em diante os estoques começam a reduzir e a velocidade de venda a melhorar. As construtoras voltam a lançar.

Com uma boa resposta de venda, testam aumentos de preço, acompanhando os rendimentos dos compradores. Se os preços mais altos “pegarem”, tentam novos aumentos.

Terrenos, mão de obra e equipamentos já não são suficientes. Especuladores entram novamente de cabeça e os preços finalmente atingem um novo pico que eventualmente conduzirá para um novo ciclo de baixa.

Não sabemos exatamente o tempo para fazer o giro completo, mas podemos apontar com precisão a posição atual do mercado: redução de estoques e construtores iniciando um novo ciclo de lançamentos.

O preço mínimo é coisa do passado e a direção é de uma recuperação contínua cuja única variável desconhecida é o tempo de reação, sendo uma boa oportunidade para os investidores.

Grande abraço.

Marcio Fenelon

Co-Fundador Quaest Europa

www.quaesteuropa.com

Como investir no segmento imobiliário

Como investir no segmento imobiliário

Como investir no segmento imobiliário

Apresentamos as 6 maneiras de investir em imóveis e suas características. Analisamos as modalidades de aluguel, retrofit, incorporação e investimentos financeiros atrelados ao segmento imobiliário. Leia mais…

Comprar um imóvel a vista ou financiado? Uma formula prática.

Comprar um imóvel a vista ou financiado? Uma formula prática.

Comprar um imóvel a vista ou financiado? Uma formula prática.

A resposta para essa pergunta? Depende. Eu separo essa análise em duas situações, é o seu primeiro imóvel; ou você esta trocando de imóvel. Sendo o seu primeiro imóvel, geralmente, vale mais a pena economizar e comprar à vista (morando de aluguel por algum tempo); e se você tem um apartamento, ou casa para dar de entrada, geralmente, vale a pena financiar a diferença. Mas isso não é sempre assim. Por isso criei uma metodologia para o cálculo que já apliquei com diversos amigos, principalmente quando começamos a passar dos 25 anos de idade e todos começaram a pensar no futuro apartamento. Leia mais…

Investimentos financeiros: por que vale a pena e como começar a investir?

Investimentos financeiros: por que vale a pena e como começar a investir?

Investimentos financeiros: por que vale a pena e como começar a investir?

Os temas investimentos e finanças, apesar de estarem cada vez mais presentes no dia a dia dos brasileiros, ainda são desconhecidos por muita gente. Uma recente pesquisa realizada pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima) com o apoio do Datafolha mostrou que menos de um quarto da população economicamente ativa no país diz fazer algum tipo de investimento.

Isso ocorre por conta de uma grande escassez de informações no que se refere à educação financeira que, até pouco tempo atrás, ocorria no país. Felizmente, esta realidade está sendo modificada pouco a pouco, mas ainda são muitas as pessoas que sequer sabem o que são investimentos e suas principais vantagens.

Se você faz parte desta enorme parcela da população brasileira que ainda não investe e que pouco sabe sobre o mundo dos investimentos, continue a leitura deste artigo e descubra por que vale a pena manter o hábito de investir e como iniciar seus investimentos. Os benefícios de realizar pequenos investimentos financeiros podem surpreender você! Leia mais…

Back to basics: afinal de contas, o que é uma boa localização?

Back to basics: afinal de contas, o que é uma boa localização?

Back to basics: afinal de contas, o que é uma boa localização?

A primeira compra de imóvel a gente nunca esquece… no meu caso foi apavorante.

Com nenhuma orientação e experiência, fazendo a maior compra da minha vida, eu não tinha a mínima ideia de como responder uma das perguntas mais básicas:

Quais são as características que qualificam um imóvel como bom para investir e morar? Leia mais…

Conheça um pouco mais sobre a Tecverde

Conheça um pouco mais sobre a Tecverde

Conheça um pouco mais sobre a Tecverde

A empresa paranaense Tecverde, pioneira em construções wood frame no país, inicia expansão e olha para um futuro mais que promissor.

Leia mais…

Back to basics: de onde vem essa ideia de que imóvel é seguro?

Back to basics: de onde vem essa ideia de que imóvel é seguro?

Back to basics: de onde vem essa ideia de que imóvel é seguro?

O mundo está em constante mudança e o ritmo é cada vez mais rápido.

Foram milhares de anos entre a introdução da agricultura e a revolução industrial. Já a passagem para a era da informação precisou apenas de cinco décadas.

A inteligência artificial e os robôs estão virando a esquina para pegar todos nós de jeito.

Não é à toa que a taxa de sobrevivência de negócios é tão baixa.

Cerca de 40% das empresas que integraram o primeiro Ibovespa – índice das empresas com maior liquidez na bolsa – estão mortas e 80% não fazem mais parte do índice.

Mundialmente, 6 das 10 maiores empresas não existiam 40 anos atrás.

A última moda é conceber modelos de negócio para dizimar segmentos de mercado. Que digam os taxistas, que estão mais perdidos que cachorro em dia de mudança com os ventos trazidos pelo Uber.

Nesse mar de incertezas, como é possível afirmar que imóveis são investimentos seguros? Leia mais…

Juros em baixa, imóveis em alta

Juros em baixa, imóveis em alta

Juros em baixa, imóveis em alta

O Brasil está saindo da maior crise da sua história. Muito desta crise foi política e de confiança, mas hoje a economia já apresenta bons resultados e projeções muito animadoras. Importantes reformas políticas estão sendo feitas e quer você seja a favor ou contra, elas são muito importantes para um ponto: geração de empregos. Aliado a isso, os juros estão no valor mais baixo da história do país, o que só contribui ainda mais para influenciar o crescimento econômico no cenário que nos encontramos. Claro que depois vai ser preciso aumentar a produtividade, mas o mais importante agora é não perder empregos. Leia mais…

Comprar imóveis na planta nunca mais trará o mesmo resultado

Comprar imóveis na planta nunca mais trará o mesmo resultado

Comprar imóveis na planta nunca mais trará o mesmo resultado

Se você viveu no Brasil durante os anos de 2003 e 2012, possivelmente ganhou muito dinheiro ou conhece alguém que ganhou muito dinheiro comprando um imóvel na planta como forma de investimento. Leia mais…

O que é uma fintech de investimento?

O que é uma fintech de investimento?

O que é uma fintech de investimento?

Uma fintech de investimento é uma empresa que usa a tecnologia para proporcionar investimentos mais rentáveis e menos burocráticos. Estes investimentos podem ser atrelados ao mercado financeiro, imobiliário, câmbio ou criptomoedas.

Leia mais…