Menu fechado

Como investir em imóveis no segmento residencial

como investir no mercado imobiliário brasileiro

Você está pensando em investir no segmento de imóveis residencial brasileiro? Saiba tudo sobre esse tema neste texto completo que preparamos. Conheça uma das modalidades de investimento mais lucrativas e seguras do mercado!

O povo brasileiro foi educado desde sempre a preferir os investimentos imobiliários. Afinal, a moeda brasileira sempre esteve rodeada pela inflação e problemas econômicos, de modo que o investimento em imóveis foi durante muito tempo a única forma de garantir que o capital se valorizasse.

Porém, essa cultura estabelecida em períodos de grandes dificuldades se perpetua até os dias de hoje, graças aos ótimos retornos que o mercado imobiliário pode oferecer.

É por conta desses retornos e das grandes oportunidades deste segmento que nós vamos te mostrar como você pode investir em imóveis no segmento residencial e multiplicar o seu patrimônio.

Quer saber mais sobre o assunto? Então, confira o conteúdo que nós preparamos exclusivamente para você!

invista no mercado imobiliario
  • Como investir em imóveis no segmento residencial
  • Melhores formas de se expor ao setor
  • Invista em empresas desenvolvedoras de empreendimentos
  • REITs dos EUA
  • Apartments
  • Manufactures Home Communities
  • Students Housing
  • Crowdfunding Imobiliário
  • Prós do Mercado Imobiliário Brasileiro
  • O mercado imobiliário brasileiro é extremamente favorável
  • O Brasil conta com um grande déficit habitacional
  • A margem de lucro das empresas imobiliárias é muito elevada
  • Empresas de grande porte costumam ter uma estrutura muito sólida
  • Você pode começar a investir com pouco dinheiro
  • Contras do Mercado Imobiliário Brasileiro

Melhores formas de se expor ao setor

O primeiro passo para entender como investir em imóveis no segmento residencial é descobrir quais são as melhores formas de se fazer isso. Até porque, investir em um bom mercado da forma errada é apenas uma forma de acelerar suas perdas.

Por exemplo, você pode começar a investir neste mercado construindo seus próprios imóveis. A grande questão é: essa é a melhor forma de se fazer isso? Na maioria dos casos, a resposta é não.

Existem maneiras de investir valores menores, em estruturas de negócios mais consolidadas e com menor risco de perda. É justamente isso que nós vamos te ensinar a fazer agora.

Invista em empresas desenvolvedoras de empreendimentos

Muitas empresas possuem um longo histórico de atividades dentro do mercado imobiliário. Na bolsa de valores brasileira, temos alguns exemplos de empresas deste tipo:

  • Direcional (DIRR3);
  • Cyrela (CYRE3);
  • Mitre (MTRE3);
  • Plano & Plano (PLPL3);
  • RNI (RDNI3);
  • Construtora Tenda (TEND3);
  • Gafisa (GFSA3);
  • Cury (CURY3).

Todas elas exploram o mercado imobiliário e podem entrar dentro do seu rol de investimentos, caso seja da sua vontade.

O fato é: essas empresas já possuem grandes obras realizadas, domínio completo da estrutura desse modelo de negócios e um nome muito forte no mercado, que praticamente garante o retorno para os seus acionistas.

Além disso, você também pode investir em fundos imobiliários cuja atuação está totalmente atrelada ao segmento residencial. Alguns desses FIIS são:

  • BRIM11;
  • BRIP11;
  • DMAC11;
  • EGYR11;
  • ERCR11;
  • FIVN11;
  • HCST11;
  • HOSI11;
  • JFLL11;
  • JTPR11;
  • KEVE11;
  • KINP11;
  • KNRE11;
  • LATR11B;
  • LFTT11;
  • LSPA11;
  • LUGG11;
  • MFII11;
  • PRSN11B;
  • RBDS11;
  • RBIR11;
  • RBRS11;
  • ROOF11;
  • RSPD11;
  • YUFI11.

Obviamente, antes de fazer qualquer tipo de investimento é necessário verificar as características e condições do fundo imobiliário em questão, para ter a certeza de que fará um bom negócio.

Ainda assim, investir em fundos pode ser uma ótima estratégia, principalmente porque esses fundos vão permitir uma diversificação do seu capital em diferentes ativos, que são suportados por um fundo com um ótimo histórico dentro do mercado.

REITs dos EUA

Os REITs são fundos imobiliários americanos que podem ser adquiridos por investidores brasileiros por meio de BDRs ou corretoras americanas. Seja como for, esse tipo de investimento permite que você tenha acesso ao segmento residencial americano com muita facilidade.

Para investir nesse mercado, tudo o que você precisa fazer é abrir uma conta em uma corretora americana, o que pode ser feito rapidamente hoje em dia. Nós inclusive temos um conteúdo aqui no blog ensinando como fazer isso. Para acessá-lo é só clicar aqui.

Bem, voltando aos REITs, é importante que você saiba que existe a possibilidade de ter acesso a diferentes categorias desse ativo. São elas:

Apartments

A categoria Apartments corresponde a uma fatia significativa do mercado imobiliário americano. Ela é constituída por fundos que compram, reformam e alugam apartamentos em diferentes localidades dos EUA.

Todavia, é importante ter atenção ao fato de que esse tipo de REITs possui um grau de alavancagem muito maior do que os outros, principalmente por conta da própria natureza desse modelo de negócio.

No fim das contas, isso quer dizer que a categoria Apartments fica um pouco mais exposta aos ciclos de mercado.

Manufactures Home Communities

A Manufactures Home Communities é uma categoria de REITs que hoje já é responsável por abrigar 6% da população americana, o que corresponde a aproximadamente 19 milhões de pessoas.

Essa categoria é constituída por casas prontas, que são fabricadas em um terreno e construídas em outro. A grande vantagem é que o valor dessas casas é muito baixo, correspondendo a 35% de uma construção tradicional.

Os principais REITs dessa categoria são: Equity Lifestyle Properties, Sun Communities e UMH Properties.

Students Housing

Essa categoria é 100% focada na construção e aluguel de imóveis para estudantes de faculdades ao redor dos EUA. Embora os colleges ofereçam dormitório, eles acabam atendendo apenas uma pequena parcela dos estudantes.

Esse tipo de REITs existe para suprir essa demanda em específico, seja por meio de parcerias com instituições de ensino ou do oferecimento de aluguel diretamente para o público consumidor.

Podemos citar apenas dois REITs nessa categoria: American Campus Communities e Education Realty Trust.

Crowdfunding Imobiliário

Além dos investimentos em empresas listadas na bolsa, FIIS e REITs, você também pode investir em imóveis no segmento residencial por meio do crowdfunding imobiliário.

Nesse modelo de investimento, você aloca o seu dinheiro em apenas um empreendimento, podendo assim ter mais controle e transparência sobre todos os resultados.

No caso, diversos investidores colocam o seu dinheiro em um empreendimento específico que é realizado com esse capital e devolve uma porcentagem específica de retorno para aqueles que contribuíram para a sua realização.

Atualmente, a URBE.ME possui uma atuação de destaque nesse segmento, sendo considerada a maior comunidade de investidores imobiliários da América Latina.

Se você quer investir por meio do Crowdfunding imobiliário, clique aqui e conheça mais sobre esse mercado!

Prós do Mercado Imobiliário Brasileiro

Agora que você já sabe como investir em imóveis no segmento residencial, acreditamos que seja nossa responsabilidade te mostrar quais são as vantagens de se fazer isso. Confira:

O mercado imobiliário brasileiro é extremamente favorável

Ao longo dos anos, o mercado imobiliário brasileiro sempre foi alvo de grandes empreendimentos, principalmente pelas características do setor e dos rendimentos que ele foi capaz de oferecer.

Isso não é apenas uma realidade, mas também uma tendência para os próximos anos. De fato, embora o mercado habitacional possa sofrer algumas oscilações em períodos de crise — como a pandemia que estamos enfrentando — ele tende sempre a continuar crescendo por conta de um grande motivo:

O Brasil conta com um grande déficit habitacional

Para se ter ideia, no ano de 2019 o déficit habitacional brasileiro superou às 5 milhões de moradias. Esse é um número muito elevado e que mostra uma realidade onde as pessoas estarão cada vez mais buscando por imóveis para adquirir ou alugar.

Além disso, o crédito está cada vez mais facilitado e os financiamentos bancários fazem essa roda imobiliária girar com ainda mais força.

A margem de lucro das empresas imobiliárias é muito elevada

Também é importante ressaltar que a margem de lucro das empresas imobiliárias do segmento residencial costuma ser muito elevadas. Dessa forma, existem grandes chances de que você obtenha retornos constantes e sólidos.

Essa grande margem de lucro está diretamente ligada aos riscos de capital que uma empresa assume quando começa a realizar qualquer tipo de empreendimento.

Empresas de grande porte costumam ter uma estrutura muito sólida

Naturalmente, grandes construtoras e fundos costumam ter uma estrutura muito sólida, que conta com centenas de ativos, trazendo capital constantemente para a empresa.

Por conta disso, é muito improvável que qualquer uma dessas empresas sofra uma crise suficientemente capaz de fazê-la fechar as portas. Isso adiciona uma camada a mais de segurança para os seus investimentos.

Você pode começar a investir com pouco dinheiro

Por fim, um dos grandes prós do mercado de imóveis no segmento residencial é a facilidade de se fazer o primeiro investimento. Por meio de ações, cotas de fundos ou do próprio Crowdfunding, você consegue adquirir participações em grandes projetos por um valor ínfimo.

Assim, pouco a pouco você pode começar a solidificar a sua posição dentro do mercado imobiliário sem comprometer o seu patrimônio.

comunidade urbe.me telegram

Contras do Mercado Imobiliário Brasileiro

Todavia, também é importante ressaltar que existem alguns contras no mercado imobiliário brasileiro, como:

  • Possível volatilidade das empresas por conta dos diferentes ciclos de mercado;
  • FIIs residenciais ainda não são tão consolidados no Brasil;
  • FIIs são obrigados a distribuir 95% da geração de caixa, impedindo a alavancagem do fundo;
  • O Crowdfunding possui o risco de inadimplência, embora ele seja relativamente baixo.

Vale a pena ressaltar que ainda existem os REITs, como nós mencionamos anteriormente. Porém, como estes investimentos são realizados em fundos que estão fora do país, não é possível enquadrá-los dentro do mercado imobiliário brasileiro.

Agora, conta pra gente: você ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Está planejando fazer o seu primeiro investimento e não sabe como começar? Conta pra gente aqui nos comentários!

Artigos recentes

Copyright © 2014-2020 URBE. All rights reserved.